Resenha: Fallen - Lauren Kate


Fallen

Autor: Lauren Kate
Editora: Galera
Páginas: 406
Ano: 2012
Sinopse: Algo parece estranhamente familiar em relação a Daniel Grigori. Solitário e enigmático, ele chama a atenção de Luce logo no seu primeiro dia de aula no internato. A mudança de escola foi difícil para a jovem, mas encontrar Daniel parece aliviar o peso das sombras que atormentam seu passado: um incêndio misterioso levou Luce até ali. Irremediavelmente atraída por Daniel, ela quer descobrir qual é o segredo que ele precisa tanto esconder... mesmo que isso a aproxime da morte.





Aquele drama que acaba comigo: como resenhar um livro que você é totalmente apaixonada?! É a missão mais difícil do mundo, sério.
Eu já li o livro e resolvi reler, porque o filme começa a ser gravado daqui há alguns dias, então fiquei com vontade de relembrar a magia do sombrio romance de Lucinda Price e Daniel Grigori.
Não resenhei ainda esse livro, porque quando li a primeira vez, eu não tinha o blog ainda – três anos depois, aqui estou eu!
Bora começar então...

O livro é narrado em terceira pessoa (um milagre eu gostar tanto desse livro, quem já leu minhas resenhas, sabe que detesto), escrita da Lauren é fácil e a leitura se desenvolve rapidamente, pois a história que a Lauren nos oferece nos faz ficar viciado a partir do momento que Luce entra na Sword&Cross.
Luce é uma garota que desde a sua infância é atormentada por sombras que ela não faz ideia do que sejam, a única certeza que ela tem é que essas sombras lhe dão muito medo.
Depois de um terrível incêndio com o seu amigo Trevor – que causou a sua morte –, Luce é mandada por seus pais para um internato para jovens problemáticos. 
Luce se sente totalmente angustiada e com medo, pois ela não sabe o que irá encontrar na Sword&Cross.

O futuro despertava um frio no fundo de seu estômago, um medo.Pág. 38


Quando chega na Sword&Cross, Luce se sente aprisionada, câmeras por toda parte, sem celular, somente uma ligação por semana, e mais, se depara com pessoas estranhas e obscuras, sem noção do que elas fizeram para chegar até lá.
Ela imaginou que não seria fácil, mas não sabia que iria ser tão maçante. Luce passa por coisas tão terríveis, além das sombras, Luce ganha uma inimiga logo em seu primeiro dia de aula, a assustadora Molly.
Mas, nem tudo é decepcionante. Luce acaba fazendo amizades também, como a Ariane que logo de início nos cativa com seu jeitinho louco e engraçado com sua personalidade forte, que nos faz ficar encantados por seus atos e travessuras. Outra personagem também que permanece ao lado da Luce até os últimos momentos da história é a Penn - que é totalmente fofa -, a única que faz a Luce se sentir totalmente normal, pois ao contrário dos estudantes da Sword&Cross, Penn é uma aluna comum que mora na escola.
Gabbe e Roland são personagens que também ganham seu espaço na história e nos faz ficar curiosos com seus mistérios.
Já os dois garotos de sua vida na Sword&Cross: Cam e Daniel são o ponto chave da história.
Cam dono dos envolventes olhos verdes, acaba encantado Luce (não só ela acredito! haha ;) com seu jeito sexy, galanteador e bad-boy de ser. Sempre aparecendo nas horas certas e dizendo as coisas certas. Luce senti algo por ele, que não consegue decifrar o que é.

Parecia que, quanto mais perturbada se sentia por dentro, mais presente Cam se tornava. E se fosse simplesmente o bastante ficar nos braços de alguém que se importava com ela, deixar esse simples carinho a estabilizar por um tempo?Aquele abraço era tão bom.Luce não sabia como se afastar de Cam.Pág. 226

 Já Daniel (Ai, ai... suspiros), chama a atenção de Luce no primeiro dia de aula. Ficou apaixonada por ele à primeira vista. A partir do momento que ela viu aquele garoto todo de preto, com jaqueta de couro com o famoso cachecol vermelho, e seus olhos violetas ela sentiu que ele era familiar, que o conhecia de algum lugar.
Mas, Daniel todo misterioso a ignora totalmente, o que deixa Lucinda totalmente obcecada por ele.
Com a ajuda de Penn e Srta. Sophia – uma bibliotecária da Sword&Cross, se liguem nessa personagem! –, Luce começa a pesquisar e procurar qualquer coisa que a faça saber mais sobre Daniel.

Ela ficou parada, grudada no lugar. Daniel olhou para ela e suspirou:
– Deixe eu fazer uma pergunta: gosta de ser vigiada?
Luce pensou nas sombras e no que estavam fazendo com ela naquele exato momento. Sem pensar, negou bruscamente balançando a cabeça.
– Então somos dois. – Ele limpou a garganta e encarou-a fixamente, tentando salientar que ela era intrusa ali.
Pág. 80

O livro é cheio de mistérios que rodeiam Luce, Daniel e Cam. O que nos faz ficar obcecados juntamente com Lucinda, por isso, acabamos devorando cada página.
Eu particularmente sou #TeamDaniel, mas não quer dizer que eu não goste de Cam – pois eu gosto muuuito.
A Lauren soube nos deixar totalmente presos no romance de Lucinda e Daniel, que se desenvolve na história de uma forma gostosa. O relacionamento de Luce e Daniel, é aquele que começa totalmente na negação, e quando os personagens se entregam, nos faz dar suspiros.

Ela enterrou o rosto no ombro de Daniel. E por mais que a verdade continuasse sendo assustadora, estar em seus braços a fez se sentir como o mar chegando à costa, como um viajante após um viagem longa, dura e distante – finalmente voltando para casa.
Pág. 348

Depois de incêndios, sombras, mortes, livros antigos, histórias de passados distantes, revelações, paixões e asas, Lucinda desvenda o mistério que envolve Daniel ao seu passado, presente e futuro – que está em perigo.
Luce se vê envolvida com dois garotos – que na verdade não são tão humanos assim – e uma guerra que irá te alucinar.
Para não se estender e não conter muitos spoilers – e acabar com a exuberância do livro – Fallen é um livro que te prende do começo ao fim.
Cheio de mistérios, romance, e um toque sobrenatural, você com certeza irá ficar ansiando desesperadamente para ler mais!

Bom, não sei se consegui te cativar com as minhas palavras – é realmente difícil descrever as sensações que tive ao ler essa obra.
Lauren Kate tem um dom surreal, não só em Fallen, mas todos os livros, a história do começo ao fim são – sim, vai ser essa palavra clichê – perfeitas.

Classificação: 













Especial: 41 livros em PDF

Olá pessoinhas!
Hoje decidi fazer um especial pra vocês com vários livros em pdf... É sempre bom disponibilizar, porque nem sempre a gente tem dinheiro pra comprar todos os livros que a gente quer ler.
Eu, por exemplo, já li várias livros em pdf e acabei gostando e comprei o livro depois. É uma boa também pra quem tá na dúvida de comprar.
Enfim, chega de enrolação e bora para parte boa!! haha
Lembrando: Para baixar só clicar em Ctrl + P e salvar como PDF

Lola e o Garoto da Casa ao Lado - Stephanie Perkins
Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Download

Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins
Anna e o Beijo Francês
Download

Esperando Por Você - Susane Colasanti
Esperando por Você
Download

Encontro às Cegas - 227 Dias Para Arrumar um Namorado - Caroline Aguirre
Encontro às cegas
Download

Um Dia - David Nicholls
Um Dia
Download 

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom  Vol. #1- Sophie Kinsella
Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Download

Beck Bloom: Delírios de Consumo na 5º Avenida Vol #2 - Sophie Kinsella

Becky Bloom - Delírios de Consumo na 5ª Avenida

Download

As Listas de Casamento de Becky Bloom Vol #3 - Sophie Kinsella
As Listas de Casamento de Becky Bloom
Download

A Irmã de becky Bloom Vol #4 - Sophie Kinsella
A Irmã de Becky Bloom
Download

O Chá-de-Bebê de Becky Bloom Vol #5 - Sophie Kinsella
O Chá-de-Bebê de Becky Bloom
Download

Mini Becky Bloom: Tal Mãe Tal Filha Vol #6 - Sophie Kinsella
Mini Becky Bloom: Tal mãe Tal filha
Download

Fiquei com o Seu Número - Sophie Kinsella
Fiquei com o seu número
Download

O Diário de Bridget Jones - Helen Fielding
O Diário de Bridget Jones
Download

Para Sempre - Kim Carper
Para Sempre
Download

Os Diários de Carrie - Candace Bushnell
Os Diários de Carrie
Download

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick
O Lado Bom da Vida
Download

O Diário de Anne Frank - Anne Frank
O Diário de Anne Frank
Download

O Diabo Veste Prada - Lauren Weisberger
O Diabo Veste Prada
Download

A Vingança Veste Prada: O Demônio Está de Volta - Lauren Weisberger
A Vingança Veste Prada: O Demônio Está de Volta
Download

Morte Súbita - J.K Rowling
Morte Súbita
Download

Easy - Tammara Webber
Easy
Download

As Violetas de Março - Sarah Jio
As Violetas de Março
Download

A Menina Que Não Sabia Ler - John Harding
A Menina Que Não Sabia Ler
Download

Extraordinário - R.J Palacio
Extraordinário
Download

Eu Me Chamo Antônio - Pedro Gabriel
Eu me chamo Antônio
Download

Melancia - Marian Keyes
Melancia
Download

Casório?! - Marian Keyes
Casório?!
Download

Cheio de Charme - Marian Keyes
Cheio de Charme
Download

A Última Casa da Rua - Lily Blake, David Loucka, Jonathan Mostow
A última casa da rua
Download

As Crônicas de Gelo e Fogo: A Guerra dos Tronos - George R.R Martin
As crônicas de gelo e fogo
Download

As Crônicas de Gelo e Fogo: A Fúria dos Reis - George R.R Martin
A Fúria dos Reis
Download

As Crônicas de Gelo e Fogo: A Tormenta de Espadas  - George R.R Martin
A Tormenta de Espadas
Download

As Crônicas de Gelo e Fogo: O Festim dos Corvos  - George R.R Martin
O Festim dos Corvos
Download

As Crônicas de Gelo e Fogo: A Dança dos Dragões - George R.R Martin
A Dança dos Dragões
Download

As Crônicas de Nárnia - C. S. Lewis 
As Crônicas de Nárnia
Download

Os Imortais: Para Sempre Vol #1 - Alyson Noel
Para Sempre
Download

Os Imortais: Lua Azul Vol#2 - Alyson Noel
Lua Azul
Download

Os Imortais: Terra das Sombras Vol #3 - Alyson Noel
Terra de Sombras
Download

Os Imortais: Chama Negra  Vol #4 - Alyson Noel
Chama Negra
Download

Os Imortais: Estrela da Noite Vol #5 - Alyson Noel
Estrela da Noite
Download

Os Imortais: Infinito Vol #6 - Alyson Noel 
Infinito
Download

Espero que vocês tenham gostado!
Beijos e até ;*


Fallen Movie: Mais uma foto de Addison Jeremy e Harrison!!

Ai meu Deus, acabei de ver (não tive tempo de entrar no twitter no fim de semana), e to com o coração à mil!!!
Gente, a Addison postou mais uma foto no twitter (para acabar com a gente), só que agora com os dois - Jeremy e Harrison - totalmente caracterizados! Jeremy já está com as madeixas totalmente loiras e o Harrison -que semana passada estava loiro '-' - já está absolutamente Cameron Briel.
estou ridiculamente em Êxtase! Para ver as fotos de semana passada, clique aqui.

Confiram a foto de sábado(22):

Link permanente da imagem incorporada
The Boys
Os Garotos
Ai gente, estou AMANDO a Addison cada vez mais! Ela além de ser fofa, fica nos dando informações e postando essas fotos que acaba com a gente - num bom sentido!! hahahaha
É isso minha gente!
bjos e até mais cobertura #FallenMovie2014

Playlist da Semana


E ai, como foi a semana de vocês?! A minha foi cheia de noticias MA-RA-VI-LHO-SAS!! (Apesar que li a maior parte do tempo, rs ) 
Essa semana me senti princesa - por causa do livro A Seleção -, me senti nostálgica e serena, então não espere músicas agitadas - ok, quem sabe.
Foi uma semana onde cacei músicas novas e tirei algumas do fundo do baú, que não escutava há muito tempo!
Espero que vocês gostem, pois é uma mistura de Lana Del Rey (meu novo amor), Leeland, Kings Of Leon, The Dodos e Paramore (meu eterno amor). Uma mistura bem gostosa de ouvir! 


Listen!!

  Summertime Sadness - Lana Del Rey




 Without You - Lana Del Rey



 Let the Flames Begin - Paramore



 Part II - Paramore



 Pyro - Kings Of Leon



 Sound of Melodies - Leeland 


 Hate to See Your Heart Break - Paramore


 When It Rains - Paramore


 Misguided Ghosts - Paramore



 10º Walking - The Dodos




Eu sei que a playlist pareceu mais Paramore do que tudo, mas é que realmente me peguei com saudades do Paramore essa semana... Principalmente, do Paramore de 2008... oooh, saudades! Continuo amando eles, mas que sinto falta do antigo Paramore, ah, eu sinto!
Para finalizar, uma música que me toca deles: Franklin 



Espero que tenham gostado!
Beeeeijos ;*

Resenha: "A Elite" ( A Seleção #2)


A Elite

Autora: Kiera Cass
Páginas: 360
Editora: Seguinte
Ano: 2013
Sinopse: A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.


Terminei A Seleção, e logo em seguida comecei ler o livro A Elite compulsivamente. Li duzentas páginas em um dia morrendo de ansiedade para saber o que aconteceria a cada virada de página. A Seleção termina nos deixando totalmente curiosos com o que irá acontecer entre o “triangulo” que se forma no final do livro. No início da leitura, os meus sentimentos sobre Aspen é que ele é uma verdadeira pedra no sapato de America e Maxon. Só conseguia vê-lo como um impedimento.  Depois de ter lido O conto do príncipe, se nota facilmente que Maxon está apaixonado por America e, continua demonstrando isso em A Elite, conforme os capítulos se passam.
O que me espantou um pouco durante a leitura, foi que a autora deixou o livro cheio de dramas. E até comecei a achar a leitura um pouco chata, repetitiva e com vários altos e baixos, mas por incrível que pareça não conseguia parar de ler, nem desistir da história. A confusão de sentimentos da personagem entre Maxon e Aspen, acabou me confundindo e me deixando irritada. Teve até alguns momentos que eu me peguei gritando com o livro – o que foi meio ridículo. (Para ver o nível de irritação que cheguei!)

— Às vezes, acho que Maxon e eu somos a sua Seleção particular. Somos apenas ele e eu: um de nós vai ficar com você no final – Aspen.

Com idas e vindas, momentos chocantes da história – coisas que nunca imaginei que aconteceriam – senti lágrimas escorrerem dos meus olhos, indignação, frustração, e entre vários sentimentos passaram pela a minha cabeça enquanto virava as páginas.

— America... Não sei quanto tempo temos juntos, mas não quero gastá-lo com arrependimentos por coisas que deixamos de fazer.
— Nem eu.
Dei um beijo na palma de sua mão. Então beijei a ponta de seus dedos. Ele deslizou a mesma mão por baixo dos meus cabelos e empurrou meus lábios para os seus. – Maxon.

Senti também em vários momentos, que Maxon e America lutam para conseguir manter o que é que eles têm um com o outro. Tudo ficou muito difícil em A Elite. As ordens do rei são rigorosas, Maxon faz de tudo para surpreender o pai, fazer com que ele se orgulhe dele. Certos pedidos do pai, faz com que Maxon entre em conflito consigo mesmo, o que deixou a história meio excruciante para mim. Acabou que em certos momentos, fiquei com raiva e me decepcionei com o Maxon, de verdade. Depois, nos capítulos finais, entendi tudo. E tudo só me fez ficar mais apegada à ele. Só mostrou que ele é uma pessoa normal e comete erros e tem medos como todo mundo. E mais que tudo merece ser feliz.
— Não é o palácio, Maxon. O que menos me importa são as roupas, a cama e, acredite, a comida.
Maxon riu. Não era segredo a minha empolgação com as refeições exóticas que fazíamos.
— É você — eu disse. — Não quero deixar você.
— Eu?
Fiz que sim com a cabeça.
— Você me quer?
Achei engraçada a sua expressão maravilhada.
— É isso o que estou dizendo.
Ele se calou por um momento.
— Como... Mas... O que fiz?
— Não sei — respondi, dando de ombros. — Só acho que formaríamos um bom “nós”.
Ele abriu um sorriso.
— Formaríamos um “nós” maravilhoso.

Como a Elite se forma com seis meninas – incluindo America – acabamos conhecendo mais sobre as cinco selecionadas – Celeste, Elise, Kriss, Natalie e Marlee – que permanecem na briga pela coroa e claro, pelo coração de Maxon. O que nos faz ficar apegadas a algumas, e com raivas de outras. Eu, particularmente sempre gostei da Marlee desde o primeiro momento que ela foi citada em A Seleção, o que me fez ficar apegada a personagem. 
Existem vários outros personagens que deixam a sua marca na história, como as criadas mais que especiais, que iluminam – e animam – a America a enchendo de mimos: Anne, Lucy e Mary, elas são essenciais para dar um toque a mais na história e nos fazer rir com suas atrapalhadas. Os pais de America também são um encanto, sua mãe é totalmente mandona, já seu pai é a figura em que a America se inspira. Já May – irmã de America – é a pessoa mais cativante de todas, com seu ar romântico e sonhador, me fez dar várias risadas.  Kriss, é uma das selecionadas que me deixam em total conflito, principalmente por ela conseguir arranjar um espaço nos sentimentos de Maxon. Fora a rainha Amberly, que é uma verdadeira dama com sua humildade, carisma e compaixão, ela acaba conquistando seu espaço na história. 

Se você quer a coroa, America, aceite-a. Aceite-a. Porque ela deve ser sua.
E, ao mesmo tempo... se você não quiser carregar esse fardo, eu jamais a culparia. Receberia você de braços abertos em casa.
Com amor,
Papai                             
  As lágrimas brotaram aos poucos. Ele realmente me achava capaz.

Enfim, tentei dar pouquíssimos spoilers, mas digo que vocês devem estar com o corações preparado para ler A Elite, pois o livro nos faz viver em uma montanha-russa de sentimentos que nos faz ficar extremamente irritados, chorosos e confusos. Confusão essa, que vale a pena passar por ela. A Elite termina exatamente como A Seleção, só que nos deixa infinitamente mais com vontade de saber o que irá acontecer no último e tão esperado final, que se encontra no livro A Escolha, que chega ao Brasil em Maio.

Classificação: 


Resenha: "Conto: O Príncipe" - The Selection - Livro 1,5


O Príncipe

Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 96
Ano: 2014
Sinopse: Antes que trinta e cinco garotas fossem escolhidas para participar da Seleção... Antes que Aspen partisse o coração de America... Havia outra garota na vida do príncipe Maxon. O Príncipe não só proporciona um vislumbre dos pensamentos de Maxon nas semanas que antecedem a Seleção, como também revela mais um pouco sobre a família real e as dinâmicas internas do palácio. Você descobrirá como era a vida do príncipe antes da competição, suas expectativas e inseguranças, assim como suas primeiras impressões quando as trinta e cinco garotas chegam ao palácio. É uma leitura indispensável a todos que terminaram A Seleção e ficaram querendo mais!


O conto mostra a história pela perspectiva do príncipe antes da Seleção, até a chegada das trinta e cinco selecionadas. O que é ótimo, pois gera uma curiosidade sobre a vida de Maxon em A Seleção, e nesse conto, muita coisa é esclarecida.  O que me fez ficar mais encantada pelo personagem. Lendo o conto, pude perceber os medos, as frustrações e expectativas de Maxon. E um dos pontos que aborda muito, é o fato de o Rei ser muito severo com o filho, o que deixa Maxon sobrecarregado. Com apenas dezenove anos, Maxon tem que pensar em um futuro próximo onde terá que escolher uma selecionada para ser sua esposa – que seja digna do cargo – e, ser Rei de Illéa e protegê-la dos ataques rebeldes tendo decisões corretas o tempo todo.
“Sentei nos degraus da escada e apoiei a cabeça sobre as mãos. Como eu poderia fazer isso? Como poderia encontrar alguém que eu amasse, que me amasse, que meus pais aprovassem e o povo adorasse?”
Um assunto que aborda bastante também é a personagem Daphne, uma princesa da França que é sua amiga, e que é apaixonada pelo Maxon. O que acaba gerando um pouquinho mais de drama na vida do personagem.
“Talvez Daphne tivesse razão. Tínhamos mais história do que eu havia percebido antes. Mantínhamos uma relação através de visitas espaçadas e telefonemas esporádicos. Por isso, nunca passou pela minha cabeça que aquilo tinha tanto peso. E agora ela estava no avião rumo à França, onde Frederick a aguardava.”
O primeiro encontro entre Maxon e America relatado pelo príncipe, iluminou a minha mente e esclareceu tudo para mim imediatamente. Com seu jeito único – bem genioso, como diz o próprio príncipe – e verdadeiro, America fez com que o príncipe se apaixonasse por ela naquele momento. O que é lindo e fofo, pois depois daquela primeira noite, ele acaba querendo conquista-la a cada etapa da Seleção.
“As nuvens se abriram no momento exato, e a lua iluminou completamente seu rosto. E como se não bastasse ela ser capaz de me enfrentar e não ter medo de ser ela mesma, America tinha uma beleza impressionante.”
“Ela não parecia ter nenhum ar de realeza, embora talvez houvesse algo de nobre em seu orgulho. E, claro, ela não nutria qualquer desejo por mim. Ainda assim, não conseguia me livrar do impulso de ir atrás dela.”
O conto é perfeito para quem ficou apaixonado pela Seleção, e é obrigatório ler antes de começar o livro A Elite, pois tem alguns detalhes que ajuda a entender mais o livro e claro, nos aproxima mais de Maxon, e ao meu ver, foi um jeito de a autora nos deixar mais apaixonadas e aos suspiros pelo personagem.

classificação: 




Resenha : "A Seleção" (Livro #1)


A Seleção

Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 368
Ano: 2012
Sinopse: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.



Esse livro é um dos livros que eu estava com mais vontade de ler o ano passado, mas estava com medo porque não tinha lançado todos os livros aqui no Brasil – e ainda não lançaram, A Escolha chega no Brasil em Maio.
 Eu sou uma pessoa que quando lê trilogia, necessita terminar todos os livros, e quando não tem ainda aqui no Brasil eu tenho um treco de ansiedade! kkk                         
Como não consegui resistir comecei a ler na sexta(14).  Para as fãs de livros românticos – como eu –, A Seleção é o livro certo pra você.  Desde o início da leitura já fui cativa pela personagem principal, America Singer. Uma garota com a personalidade forte, independente, engraçada e com uma força de vontade imensa. Ela e sua família são da casta número Cinco, que é a casta dos artistas, o que não ajuda muito porque mesmo assim, America e sua família passa por necessidades. 
Um ocorrido faz com que America fique em conflito com sua família e com a pessoa que lhe causa suspiros: a chegada de uma carta e uma ficha de inscrição da realeza anunciando que o príncipe estava à procura de sua princesa. America não queria participar e odiava ter que pensar por um momento se quer em se candidatar, pois amava Aspen, o humilde rapaz charmoso de olhos verdes de uma casta inferior à dela, Seis. Os dois se amam e planejam um futuro, mas muitas coisas os impedem de ficar juntos. 
“Cinco bocas e apenas quatro trabalhadores. Sem emprego garantido até o Natal. Quando eu via as coisas desse jeito, a Seleção parecia uma corda à qual eu podia me agarrar. Aquela carta idiota talvez me tirasse do fundo do poço, e então eu poderia puxar minha família comigo.” “Vontade era um luxo que não podíamos ter. Éramos movidos à base de necessidades. Peguei o formulário preenchido e fui levá-lo para minha mãe, no quintal.”
Quando America cede e acaba aceitando participar da Seleção, seu relacionamento com Aspen acaba. Juro que tentei ser cativada pelo romance dos dois e sentir a dor da personagem com o fim do relacionamento, mas achei que faltou um pouco mais de informação sobre eles, pra ter aquele encanto e prender o leitor no romance dos dois.
A chegada de America no palácio, juntamente das 34 escolhidas, deixa o livro mais emocionante. Cada etapa, cada encontro com o príncipe, e o espírito de competitividade entre as meninas fez livro ficar cada vez mais viciante.
O que me fez ficar mais apaixonada pelo livro foi o príncipe. Nunca pensei que eu fosse ficar do jeito que fiquei (In Love *-*). O príncipe Maxon realmente é perfeito. Com sua timidez – e até mesmo sua inocência –, charme, humildade, cavalheirismo, e um sorriso de arrancar suspiros, deixou o livro repleto da sua exuberância. O que no começo, America não quis enxergar e com seu jeito genioso, destratou o príncipe por uns bons capítulos até eles criarem um laço.
“Seus cabelos brilhantes eram perfeitos demais, seu terno sob medida estava engomado demais. Era mais uma pintura que uma pessoa. Cheguei a ter pena da garota que ficasse com ele. Aquela devia ser a vida mais chata que alguém poderia imaginar.”    
O livro é narrado em primeira pessoa (um fato que me cativa muito em um livro), a escrita da autora é fácil de acompanhar, a leitura e a história envolvente flui tão facilmente, que li no fim de semana! Juro que todas as minhas expectativas lançada no livro não me decepcionaram, tudo que pensei que iria encontrar nele estava lá, e um pouco mais. O mais hilário é que eu fiquei tão envolvida na história que a cada página virada dava um sorriso e um suspiro e até deixei meus olhos se encherem de lágrimas em vários acontecimentos da história. 
O envolvimento de America com Maxon me pareceu totalmente clichê e decifrável a cada virada de página, mas posso garantir a vocês, que é o tipo de clichê que é adoravelmente perfeito de ler. 
O que foi muito legal durante toda a minha leitura, foi que passei a torcer pelo o envolvimento dos dois. Foi um relacionamento que surgiu da espontaneidade da America. E é realmente isso que me fez ficar cativa por America, ela é tão espontânea que acaba encantando.
“Ele respirou fundo e se voltou para mim.     — E você, pelo que luta? — Na verdade, estou aqui por engano.     — Engano?     — É, mais ou menos. Bem, é uma longa história... Estou aqui. E não estou lutando. Meu plano é aproveitar a comida até você me chutar.     Ele riu tanto que se inclinou para trás e deu um tapa no joelho. Uma mistura bizarra de rigidez e calma.
Conforme America vai conhecendo o príncipe, todos os pensamentos negativos sobre ele, foram deixados para trás e a amizade que surgiu aos poucos e honestamente, foram criando sentimentos confusos em America.
“— Maxon Schreave é a síntese de todas as coisas boas. Será um rei fenomenal. Ele deixa garotas que deveriam usar vestido saírem por aí com calça jeans e não se zanga quando alguém que não o conhece o julga de uma maneira completamente errada.     Olhei bem nos olhos de Gavril, que sorriu. Atrás dele, Maxon parecia intrigado. Continuei:     — Quem se casar com ele será uma mulher de sorte. E não importa o que me acontecer, será uma honra ser sua súdita.     Vi Maxon engolir em seco minhas palavras, impressionado. Baixei os olhos.”

A Seleção fez eu me sentir em um conto de fadas, de verdade. A cada evento, cada vestido, cada momento entre America e Maxon, me fez dar suspiros e querer ler mais e mais a história. A autora soube muito bem prender o leitor, deixou o fim com gostinho de quero mais!

classificação: